Evite mentir para si mesmo sobre o dinheiro

Conheça algumas das armadilhas financeiras criadas por você

De modo geral, todos estamos sujeitos a sermos vítimas das nossas mentiras, mas, quando se trata de mentir para si mesmo sobre dinheiro, as consequências podem ser assustadoras.

 

Para se ter ideia do ciclo vicioso de consumo, em Pernambuco, o Procon realizou um mutirão com o intuito de resolver a situação dos superendividados da região. Entretanto, logo após a realização do evento, houve um aumento na demanda de atendimentos a respeito de dívidas com cartão de crédito.

 

O grande problema é que, em situações como essa, ao mentir para si mesmo antes de realizar uma compra, você acaba esquecendo de diversos fatores futuros que podem, eventualmente, transformar o prazer da compra em uma grande dor de cabeça.

 

Por isso, se você deseja conhecer as armadilhas do seu alter ego e evitar novas dívidas, se atente a essas 3 expressões abaixo:

 

"Eu mereço" 

Com toda a certeza, você merece. Entretanto, você precisa saber quando e quanto. 

 

Dizer “eu mereço” antes de toda compra só vai fazer você merecer uma grande conta. Por isso, treine sua postura de consumidor(a) e compre menos do que você quer.

 

"Está em promoção" 

Se essa frase só fosse usada em raras ocasiões, não haveria problemas.

 

A complicação de comprar por impulso em promoções está justamente na quantidade. Não adianta economizar alguns trocados por unidade e continuar comprando tudo e em grande escala. 

Conhece a história do “barato sai caro”? Pois é! Pura verdade.

 

"Depois eu começo a economizar" 

Quando você faz uma promessa como essa, se baseia no momento presente em que se encontra. Geralmente, são momentos em que você já se sente disposto(a) a fazer algo, mas, por algum motivo, não se compromete com um objetivo financeiro.

 

“Depois eu começo” é, sem sombra de dúvidas, a pior e mais grave das mentiras que você pode contar para si mesmo (a). Por isso, não se limite a essas promessas e incertezas. Faça algo por você hoje!