Compras de fim de ano podem significar dívida o ano inteiro?

Livre-se dos maus hábitos

 

O fim de ano bate à porta. Agora, é responsabilidade do consumidor adquirir os itens da ceia, os presentes para a família e as decorações que compõem o clima de celebração. Por mais que seja por uma boa causa e em um momento exclusivo do ano, no fim das contas, tudo isso pode acabar saindo mais caro do que o esperado. 

 

As tentações são muitas, mas para você que quer se ver longe das dívidas, aqui vão algumas dicas do que não fazer nesse fim de ano: 

 

Não pague com juros

Mesmo que pareça pouco, não vale a pena!

 

Caso haja promoções no pagamento à vista, opte por este método de pagamento, caso contrário, você pode optar pelo parcelamento sem juros. Ou seja, em nenhum cenário, pague por taxas que vão além do valor do produto.

 

Não ostente

Nada de presentes extravagantes. Opte por itens que atendam às expectativas, mas sem deixar furos na sua carteira. 

 

Existem presentes alternativos que você pode dar e ainda assim atender aos desejos das pessoas que você ama. Por isso é importante conhecer as pessoas ao seu redor para entender a maneira mais viável de agradá-las.

 

Não quebre o seu planejamento

Você está se preparando? Você está lutando por um objetivo ou pela realização de um sonho?

 

Se a resposta for “Sim!”, então, não vale a pena quebrar este progresso. Ajude quem puder ajudar, no que puder ajudar, mas não se envolva em responsabilidades financeiras que irão ferir o seu planejamento para o final de 2022 e para o ano que o sucede.